Skip to content Go to main navigation Go to language selector

Técnicos da FAB completam treinamento na Suécia para manutenção do caça Gripen

Primeiro grupo passou 12 semanas em atividades na Saab, em Linköping, e retornou ao Brasil em junho.

pilotos-e-tecnicos_bra_001.jpg

Nove técnicos e dois engenheiros da Força Aérea Brasileira (FAB) finalizaram o treinamento de 12 semanas na Saab, na Suécia. O curso tem como objetivo capacitar os oficiais para fazer a manutenção das aeronaves no país e para treinar outros técnicos no Brasil.

Dividido em três módulos, os treinamentos começaram com conhecimentos teóricos sobre a funcionalidade dos sistemas da aeronave e a localização dos principais componentes em cada sistema. O segundo módulo incluiu aulas sobre como prover energia elétrica, refrigeração e pressão hidráulica à aeronave.

No último módulo, os oficiais aprenderam a utilizar o sistema de gerenciamento de frota, que faz a gestão da programação de manutenção das aeronaves para garantir a sua disponibilidade.

“Esse curso é uma etapa muito importante no processo de implantação do Gripen porque possibilita que nossos técnicos aprendam a trabalhar com a aeronave para fazer desde os atendimentos em linha de voo até a manutenção no hangar e grandes inspeções. É uma honra e um orgulho ter participado desse processo. O próximo passo agora é a preparação desse mesmo curso para os técnicos que estão no Brasil”, disse o sargento Carlos Afonso Barbosa Wilkerson, há 23 anos servindo a FAB.

A alta tecnologia que envolve o Gripen se estende também para os sistemas de manutenção e suporte logístico, permitindo simplicidade e baixo custo na manutenção, bem como menores tempos da aeronave em rotinas de solo. Assim, a capacitação é fundamental para a implantação da operação no Brasil a fim de manter as aeronaves em pleno funcionamento.

 “Foi possível aprender os processos de manutenção e como a Saab trabalha. Tudo isso vai tornar muito mais fácil a implantação das atividades no Brasil. O Gripen é um sistema avançado, mas a interação homem-máquina é facilitada também para os técnicos pelos recursos disponíveis. Temos condições, por exemplo, de simular em ambiente virtual as atividades de manutenção antes de ir para a aeronave, garantindo maior confiabilidade quando for executar o serviço”, comenta o sargento Gabriel da Silva Santiago.

Antes de voltar ao Brasil, o grupo visitou o esquadrão F7 da Força Aérea Sueca, em Såtenäs, para que pudessem acompanhar, em tempo real, o Gripen sendo preparado para missões, pilotados por pilotos da Força Aérea Brasileira (FAB) em treinamento. Um segundo grupo de técnicos da FAB deve chegar à Suécia em agosto para dar continuidade aos treinamentos.